(48) 9 9999-6561 Whatsapp

Vereadores cobram melhorias no abastecimento de água e energia em Bombinhas

10/01/2019 às 06h47 - Atualizado em 10/01/2019 às 08h40

Por Paulinho K

 Na tarde desta terça-feira (08), os vereadores bombinenses se reuniram no plenário da Casa, durante a reunião de comissão, com representantes das concessionárias Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) e Águas de Bombinhas. A presença dos representantes foi um pedido feito pela Casa de Leis com o intuito de sanar os problemas com o abastecimento de água e quedas de energia, devido questionamentos constantes da comunidade.

Participaram do encontro os vereadores, com exceção do Parlamentar Alan Souza que não pode comparecer, representantes Águas de Bombinhas; Jader Milanez dos Santos, Thaís Gallina, Carlos Roma Junior, Marco Campesatto, e os representantes da CELESC; Luiz Carlos da Silva Xavier e Pedro Paulo Molleri.

CENTRAIS ELÉTRICAS DE SANTA CATARINA (CELESC)

Questionamentos e cobranças em relação a serviços prestados pela concessionária foram feitas pelos Parlamentares sobre as quedas de energia no município, os prejuízos causados aos moradores e quais as soluções para os problemas.

Em justificativa as cobranças dos Parlamentares o Chefe da Agência Regional de Itajaí, Pedro Paulo Molleri declara: “Temos a consciência que o volume de ocorrências no município de Bombinhas nos últimos 20 dias foi elevado, porém, diversos fatores não previsíveis foram responsáveis pela maioria das ocorrências. Tempestade do dia 21/12/18, queimada na linha de transmissão no dia 03/01/19 e principalmente a elevação de 30% na demanda de potência dos transformadores”.

Os representantes da concessionária informaram que ações estão sendo realizadas para neutralizar os problemas e toda esta elevação de demanda será considerada para os cálculos da próxima virada de ano.

Informaram ainda que conforme os dados e análises das ocorrências e operação do sistema elétrico de Bombinhas, o setor técnico da CELESC de Itajai efetuará as seguintes ações para neutralizar e extinguir os problemas verificados: Ampliação da potência de todos os transformadores de distribuição e condutores que apresentarem histórico de sobrecarga neste período de elevada demanda de energia; avaliação de todos os ramais de alta-tensão viabilizando a troca dos elos fusíveis com capacidade compatível a carga instalada no referido ramal.

Molleri ressaltou a extrema necessidade de se ampliar a Subestação de Bombinhas, na qual depende da liberação ambiental para construção da Linha de Transmissão de 138 mil Volts, que possibilitará o suporte energético adequado ao Município.

Quanto aos prejuízos causados à comunidade com a queda de energia, queima de equipamentos entre outros danos, a concessionária irá ressarcir o prejuízo, desde que o mesmo seja comprovado, para reclamar o consumidor deve notificar a Celesc, por telefone ou internet.

ÁGUAS DE BOMBINHAS

Vários questionamentos e cobranças foram feitas pelos Parlamentares sobre a falta de abastecimento no município, sobre a real situação que se encontra no momento o abastecimento e quais as soluções para os problemas. Vale enfatizar que os vereadores cobraram o presidente da empresa Carlos Roma Junior por ter divulgado que não faltaria água na cidade, devido à obra realizada pela empresa, criando expectativas para população e visitantes.

O diretor-presidente da concessionária, Carlos Roma Júnior, relembrou que o município passou por algumas dificuldades no abastecimento devido a rompimentos na adutora. “Construímos uma obra grandiosa, com um investimento de R$ 55 milhões em tempo recorde, e o sistema vem passando pelo período de maior exigência do ano. Como é um sistema totalmente novo, precisaria de mais tempo para ser ajustado à melhor condição de operação, mas que devido à época que foi entregue, alguns ajustes não puderam ser feitos. Queremos reforçar que é graças a enorme capacidade desta nova adutora que conseguimos recuperar a cidade de forma bem mais ágil do que em anos anteriores”, explica.

De acordo com Roma, a produção de água de Bombinhas aumentou em duas vezes e meia desde que o município passou a tratar e distribuir água própria para a população. “Fomos buscar água há 27 quilômetros de distância, no interior de Tijucas, para garantir que Bombinhas tenha o abastecimento conforme a demanda”, afirma.

Os vereadores fizeram também algumas cobranças em relação a serviços prestados pela concessionária. Foi solicitado, por exemplo, que a empresa traga respostas mais rápidas para a população, informando diariamente as ações que vem sendo realizadas e a situação de abastecimento do Município.

Além das questões envolvendo o abastecimento de Bombinhas, outros temas também foram abordados durante a reunião, como a coleta e o tratamento de esgoto. Durante a tarde os vereadores questionaram sobre o início das obras, visto que as licenças ambientais já foram protocoladas no Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA). Conforme a diretora executiva da Águas de Bombinhas, Thais Gallina, a empresa tem o projeto de construção do sistema pronto, porém, não possui data para começar pois depende da emissão das licenças.

Outra solicitação feita pelos vereadores foi em relação aos caminhões limpa-fossa, que coletam o esgoto diariamente na Rua Castanheta. Os vereadores questionaram a necessidade dos caminhões e pediram para que o trabalho fosse realizado em outro horário.

“Temos que fazer a coleta do esgoto no horário de pico, pois isso evita possíveis extravasamentos. O sistema de saneamento atual era o existente antes da concessionária assumir os serviços, e que não é capaz de atender a grande demanda da temporada de verão, por isso a necessidade dos caminhões. Essa é uma ação paliativa, nosso problema só será resolvido com o novo sistema de coleta e tratamento”, explica a diretora.

Outros questionamentos importantes foram feitos aos representantes das duas concessionárias. Lembrando que pela primeira vez na Casa de Leis, a reunião de comissão foi transmitida ao vivo. E o vídeo completo do encontro, que durou mais de quatro horas está disponível na página da Câmara de Vereadores de Bombinhas.

Fonte: Hora de Porto Belo/ Foto Divulgação

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2019 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados