(48) 9 9999-6561 Whatsapp

Setembro Amarelo

11/09/2018 às 10h28 - Atualizado em 11/09/2018 às 10h36

Por Paulinho K

 Estamos no Setembro Amarelo, mês mundial de prevenção e combate ao suicídio, que só no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, ceifou a vida de 55 mil pessoas entre 2011 e 2015. Entre os jovens de 15 a 29 anos, é a segunda principal causa de morte em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Embora as estatísticas sejam assustadoras, é fundamental ressaltar que na maioria dos casos, o suicídio pode ser prevenido.

Como? Por meio da disseminação do tema e da conscientização sobre os fatores de risco envolvidos nas tentativas de tirar a própria vida. Em mais de 90% dos casos, o suicídio está ligado a algum transtorno mental não tratado ou não identificado. Os mais prevalentes são os transtornos do humor, como a depressão e a bipolaridade, que correspondem a cerca de 36% dos casos. A dependência de álcool e outras drogas está em segundo lugar, com 22%, segundo um estudo.

Anulação do sentido de existir
Um dos fatores de risco para o suicídio é a desesperança. Mas, antes de começar a falar da desesperança, é importante entender o que é a esperança. A origem da palavra vem do latim,spes, cujo significado é confiança em algo positivo. A esperança é o sentimento que expressamos quando temos confiança em realizar algo, em esperar, em ter expectativas.

Foto/ Divulgação

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2019 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados