(48) 9 9999-6561 Whatsapp

Número de mortes por gripe em SC sobe para 28 em 2019

23/07/2019 às 09h26 - Atualizado em 23/07/2019 às 09h29

Por Paulinho K

 O número de mortes por gripe A e B subiu para 28 em Santa Catarina este ano, segundo o boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC) divulgado nesta segunda-feira (22). A maioria dos pacientes tinha algum fator de risco associado, como ter mais de 60 anos, obesidade, diabetes, asma e outras doenças crônicas.

No total, 258 pessoas tiveram a doença no estado este ano.

Mortes
Mortes por gripe em SC em 2019
Gripe A H1N1: 23
Gripe A H3N2: 2
Gripe A com subtipagem em investigação: 2
Gripe A - não foi possível identificar subtipagem: 1
Fonte: SIVEP GRIPE
As mortes ocorreram com moradores dos municípios de:

Joinville e Jaraguá do Sul - quatro casos cada
Blumenau, Chapecó, São Bento do Sul e Tubarão - dois casos cada
Alfredo Wagner, Balneário Camboriú, Biguaçu, Brusque, Campos Novos, Canoinhas, Florianópolis, Guabiruba, Palhoça, São Francisco do Sul, São Joaquim e São João Batista - um caso cada
Em Jaraguá do Sul, três mortes foram da mesma família, conforme a Dive-SC. O primeiro a morrer foi um homem de 62 anos, no dia 13 de junho. Dois dias depois, a mulher dele, de 59 anos, também morreu. E no dia 24 de junho foi confirmada a morte da filha do casal de 36 anos. Ela tinha uma doença vascular.

Outros casos
Levando em conta todos os casos de gripe, houve pacientes em todas as regiões do estado. Do total de 253 pessoas que tiveram a doença em Santa Catarina, 155 tinham algum fator de risco associado.


Casos de gripe A e B em SC em 2019
Gripe A H1N1: 207
Gripe A H3N2: 29
Gripe A subtipagem em investigação: 7
Gripe B: 9
Gripe A - não foi possível determinar subtipagem: 1
Fonte: SIVEP GRIPE
Em comparação com o ano passado, Santa Catarina teve, até o mês de julho, 379 casos de gripe A e B.

Prevenção
Para reduzir os riscos de contrair gripe, a Dive-SC recomenda:

lavar as mãos com frequência, principalmente antes de comer;
usar lenço descartável ao tossir, espirrar ou assoar o nariz;
se não tiver lenço, cobrir a boca e o nariz com o antebraço quando espirrar ou tossir;
evitar tocar olhos, nariz e boca;
não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
beber bastante água;
evitar aglomerações;
manter ambientes bem ventilados;
evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas da gripe;
evitar beijar bebês, já que eles não têm imunidade completa.
Sintomas
Os sintomas da gripe são:

febre alta;
dor muscular;
dor de garganta;
dor de cabeça;
coriza;
tosse seca.
Segundo a gerente de imunização da Dive-SC, Lia Quaresma Coimbra, a febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias.

Ao ter esses sintomas, a pessoa deve procurar atendimento em uma unidade de saúde imediatamente. Caso o tratamento for iniciado logo, podem ser reduzidas a duração dos sintomas e, principalmente, a ocorrência de complicações, afirma a Diretoria.

Por G1 SC

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2021 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados