(48) 9 9999-6561 Whatsapp

Mulher é indiciada por crime de aborto e ocultação de cadáver

17/12/2018 às 09h02 - Atualizado em 17/12/2018 às 09h35

Por Paulinho K

 A Polícia Civil de Nova Trento concluiu as investigações sobre o bebê encontrado morto às margens de um riacho na cidade. A autora foi indiciada pelos crimes de aborto e ocultação de cadáver.
O corpo do recém-nascido foi encaminhado para exames cadavéricos e por meio de material genético coletado do fêmur, foi possível confrontar com o DNA da investigada, o que comprovou a maternidade.
A mulher foi intimada a comparecer na Delegacia de Polícia de Civil onde foi interrogada e acabou confessando o crime. De acordo com a investigada, ela teve um aborto na residência onde mora, e logo após o parto, o bebê foi jogado no riacho. A acusada ainda confirmou que sequer verificou o sexo do bebê.
Ao ser arremessado no local onde foi encontrada, a criança ficou presa em um galho, e foi encontrada no último dia 26 por duas pessoas. Dois dias antes, o bebê teria sido visto por algumas pessoas, porém foi confundido com uma boneca.

Foto: Polícia Civil\ Divulgação

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2019 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados