(48) 9 9999-6561 Whatsapp

Justiça determina perícia nas pontes Colombo Salles e Pedro Ivo Campos em Florianópolis

11/07/2019 às 18h03 - Atualizado em 11/07/2019 às 18h15

Por Paulinho K

 O Governo do Estado tem 45 dias pra fazer uma perícia nas pontes Pedro Ivo e Colombo Salles, em Florianópolis. A determinação é do juiz Luis Francisco Miranda, da 1ª Vara da Fazenda Pública. Ele determinou a elaboração de um relatório sobre a real situação das estruturas. No sábado (6), uma placa de ligação do asfalto de uma das estruturas se soltou, afetando o trânsito.

A Justiça negou o pedido de perícia judicial feito na segunda-feira (8) pelo Ministério Público de Santa Catarina, por considerar que o Estado tem profissionais capacitados para fazer essa avaliação.

Conforme a decisão, os engenheiros do Estado têm que informar se existe risco de novos desprendimentos de parafusos e avaliar como está o asfalto das pistas. E determina ainda prazo de 30 dias para que a Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade apresente um plano de contingência e mais 30 dias para a implantação desta proposta.

Solicitação do MPSC
Conforme a Promotoria, a ideia era averiguar se há riscos de novos desprendimentos de parafusos das placas metálicas de dilatação e ver as condições da camada asfáltica que recobre as pistas de rolamento das pontes.

O MPSC pediu ainda que seja determinado que a Secretaria de Estado da Infraestrutura mantenha, de forma permanente ou de sobreaviso, equipe técnica para atender imediatamente situações como as ocorridas, fornecendo material de reposição para substituição de peças.


O caso
No sábado, por volta das 8h, uma placa se desprendeu na ponte Pedro Ivo. A mesma peça de interligação já tinha se deslocado, em fevereiro deste ano. Em maio, o item foi soldado, mas faltaram parafusos específicos para garantir a fixação, segundo o governo. O estado afirma que os parafusos devem chegar em algumas semanas.

Nesta segunda, o governo do estado anunciou que vai multar a empresa responsável pela manutenção da ponte e que foi deliberado que materiais sejam deixados nas cabeceiras para resposta mais rápida em caso de novos problemas na via.

Por G1/ Foto: Mateus Boaventura / CBN Diário

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2019 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados