(48) 3263-0303 Whatsapp

Julgamento de Rozalba, acusada de matar gestante para roubar bebê, tem início em Tijucas

24/11/2021 às 12h26 - Atualizado em 24/11/2021 às 12h31

Por Sidnei Miranda

Familiares e amigos da vítima permanecem em frente a Câmara expondo cartazes e cemisetas com fotos de Flávia e pedidos por justiça.

Teve início na manhã desta quarta-feira, 24, em Tijucas, o julgamento de Rozalba Maria Grime, referente aos crimes bárbaros que resultaram no assassinato de Flávia Mafra Godinho que teve um bebê arrancado de seu ventre com o uso de um estilete, no ano passado em Canelinha. Rozalba, que é ré confessa no caso, está sendo julgada na câmara de vereadores tijuquense, cidade sede da comarca.

A assassinato premeditado, arquitetado, de Flávia Mafra Godinho ocorreu no dia 27 de agosto de 2020, em uma cerâmica desativada, no bairro Galera, na cidade de Canelinha. Além deste crime, Rozalba também será julgada por uma sequência de outros praticados na ação, como a tentativa de assassinato contra a bebê retirada do ventre da mãe, ocultação de cadáver e outros que se agregam ao caso, de acordo com o Promotor de Justiça Alexandre Carrinho Muniz, que atua no caso em colaboração com a Promotora de Justiça Isabela Ramos Philippi.

O juiz é José Adilson Bittencourt Júnior, titular da vara criminal de Tijucas.

Na defesa da ré estão os advogados Rodrigo Goulart e Bruna dos Anjos.

Em torno de 16 testemunhas deverão ser ouvidas durante o julgamento.

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2021 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados