(48) 9 9999-6561 Whatsapp

Itapema é confirmada como sede da etapa do mundial de 2020

20/05/2019 às 11h24 - Atualizado em 20/05/2019 às 11h32

Por Paulinho K

 A etapa brasileira do Circuito Mundial 2019 de vôlei de praia foi exaltada pelos atletas, que comemoraram uma novidade anunciada neste domingo (19.05), dia das finais. Itapema (SC) receberá novamente em 2020 a competição que contou com arquibancadas lotadas em todos os dias, mesmo sob chuva ou após a queda de times brasileiros. Além disso, as quadras permanecerão no espaço para escolinhas da modalidade.

O anúncio foi feito pelo diretor executivo da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), Radamés Lattari, e pela prefeita de Itapema, Nilza Simas (PSD).

“A estrutura oferecida, a participação e apoio da prefeitura para esse evento foram incríveis. E por isso nós gostaríamos de comunicar que a Confederação Brasileira de Voleibol e a prefeitura de Itapema renovaram o vínculo e o Circuito Mundial estará aqui outra vez em 2020”, disse o diretor executivo da CBV, Radamés Lattari, antes da final feminina.

Itapema recebeu a competição em 2018, com sucesso junto aos torcedores e atletas. A estrutura, que já era impressionante, foi aumentada para 2019. A arquibancada neste ano contou com capacidade total para cerca de cinco mil pessoas. Foram usadas mais de 2.500 toneladas de areia na construção de cinco quadras de jogo e duas de aquecimento.

Campeãs da etapa, as norte-americanas April Ross e Alix Klineman, que venceram as canadenses Sarah Pavan e Melissa Paredes por 2 sets a 1 (23/25, 21/18, 10/15), elogiaram a estrutura e destacaram a qualidade das quadras e instalações.

“É um evento do mais alto nível, com certeza. Eu amo jogar, amo que estamos perto da praia. A organização se certificou de que fosse utilizada uma areia de qualidade, o que é muito importante para os atletas. As pessoas vieram todos os dias, mesmo sem equipes do Brasil. Elas torceram, amam voleibol, ficou lotado. O hotel, a comida, os lugares para tomar açaí, todo foi perfeito. Com certeza vamos retornar ano que vem”, disse April Ross.

Os torcedores contaram com uma Cidade do Vôlei ao lado da arena central, com várias opções de alimentação, um telão exibindo as partidas, palco de show para eventos musicais e culturais após o final da programação de jogos e outras ativações de entretenimento.

Na arena os atletas contavam com fisioterapia, massoterapia, área de descanso com redes e vans realizando o transporte ao hotel. Cerca de 250 pessoas trabalharam na organização e realização do evento quatro estrelas, que arrancou sorrisos e elogios dos jogadores.

“Não fico surpresa por ver essa arena lotada, pois joguei por dois anos voleibol de quadra no Brasil e sei como as pessoas aqui são apaixonadas pelo esporte. É uma das razões pelas quais eu amo tanto jogar aqui. É tão especial quando você tem a oportunidade de atuar em uma arena lotada como essa. E fico ainda mais impressionada, pois as pessoas vieram na chuva na semifinal, torceram, foi uma experiência muito especial”, disse Alix Klineman.

Os noruegueses Mol e Sorum ficaram com o título no naipe masculino, ao superarem os poloneses Fijalek e Bryl por 2 sets a 0 (21/19, 28/16). Eles, que em 2017 tinham ficado com a medalha de prata em Itapema, também comemoraram a permanência da competição na cidade para 2020 e elogiaram a ampliação da capacidade de público e dos eventos.

“Amamos Itapema, uma ótima novidade saber que teremos um torneio aqui no próximo ano. Vimos que a arena está maior que no ano passado, definitivamente existe espaço para mais torcedores, está mais lotado, o que é ótimo. Adoramos jogar com a casa cheia e essa energia, isso é ótimo. Temos vários fãs do ‘time viking’ aqui, criamos esse vínculo com eles com a prata no ano passado, então é especial retornar”, declarou Mol.

A medalha de bronze do naipe feminino ficou com as canadenses Wilkerson/Bansley, que venceram as holandesas Stubbe/Van Iersel por 2 sets a 1 (21/19, 17/21, 22/20). A partida do bronze masculino não foi realizada, pois o polonês Losiak se lesionou. Com isso, os holandeses van de Velde e Christiaan Varenhorst ficaram com a medalha do terceiro lugar.

Além da permanência das quadras de areia no espaço onde foi realizado o torneio, com escolinhas e busca de talentos na modalidade, a prefeitura da cidade também divulgou a construção de um ginásio poliesportivo.

“Estamos muito felizes com o público, tivemos arena lotada desde quarta-feira. Tivemos inclusão, a presença de muitas crianças. Isso é um legado que o vôlei deixa para Itapema, contagiar as pessoas e principalmente crianças e adolescentes. O esporte é o caminho, muito obrigado por terem trazido seus filhos e famílias, estarem conosco”, disse a prefeita Nilza, que recebeu homenagem da CBV em placa pelos serviços prestados ao esporte.

As etapas do Circuito Mundial são classificadas de uma a cinco estrelas desde 2017, variando assim o valor da premiação e o total de pontos distribuídos. Itapema (SC) recebeu um evento de quatro estrelas, com distribuição de cerca de R$ 1,2 milhão em prêmios para todos os times em disputa, sendo cerca de R$ 80 mil para a dupla campeã de cada naipe. A competição também deu 800 pontos aos campeões em cada naipe.

Foto: Divulgação

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2019 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados