(48) 9 9999-6561 Whatsapp

Entidades jornalísticas denunciam Ana Campagnolo por quebra de decoro no Conselho de Ética da Alesc

16/04/2019 às 18h44 - Atualizado em 16/04/2019 às 18h49

Por Paulinho K

 No começo do mês, uma matéria veiculada no portal NDMais apresentou coincidências no uso de diárias da Alesc pela deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL) para o lançamento de seu livro por cidades do Estado de Santa Catarina.

Na matéria, o jornalista Altair Mangagnin cruza informações da agenda disponibilizada pela deputada e do Portal da Transparência da Alesc, constatando pelo menos seis casos que condizem na solicitação de diárias e lançamentos do livro “Feminismo: Perversão e Subversão”. Os casos foram registrados nas cidades de Chapecó, Criciúma, Fraiburgo, Guaramirim, Itajaí e Itapoá.

Reação da deputada

Após a matéria, a deputada reagiu com ataques à imprensa. Ela afirmou que as diárias foram usadas para agendas nestes municípios, onde aproveitou, também, para lançar seu livro.

Em conversa por telefone com Altair, a deputada afirmou que o jornalista tinha “problemas cognitivos”. Ainda, em seu facebook, a parlamentar afirma que “esse tipo de gente é covarde, bunda-mole e canalha”.

A deputada ainda ameaçou o jornalista, afirmando que ficaria satisfeita em colocar de sua hostilidade contra o veículo de comunicação.

Denunciada no Conselho de Ética da Alesc

Após os ataques da deputada ao exercício do jornalismo, um processo contra ela foi protocolado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, nesta segunda-feira (15).

A ação que denuncia quebra de decoro parlamentar é subscrita pela Acaert-SC (Associação Catarinense de Rádio e Televisão), ACI-SC (Associação Catarinense de Imprensa), SJ-SC (Sindicato dos Jornalistas) e Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas).

Ademir Arnon, presidente da ACI-SC, justificou a ação: “Não se admite que uma parlamentar, que tem que ser guardiã da democracia e liberdade de imprensa, cometa atos insanos em relação aos profissionais de imprensa. Nós não aceitaremos esse tempo de comportamento”.

Aderbal da Rosa Filho, presidente da SJ-SC, também de manifestou: “Nossa expectativa é que alguma medida seja tomada em relação a essa agressão aos profissionais de imprensa que, no nosso entender, fere o decoro parlamentar”.

As falas dos dois presidentes estão disponíveis no perfil do Twitter do jornalista Altair.

Comissão de Ética e Decoro Parlamentar

Nesta legislatura, a Comissão de Ética da Alesc é formada pelos deputados:

Volnei Weber (MDB- Presidente), Maurício Eskudlark (PR- Vice-presidente) e os membros Ismael dos Santos (PSD), Ivan Naatz (PV), Jerry Comper (MDB), Kennedy Nunes (PSD), Luciane Carminatti (PT), Nazareno Martins (PSB) e Ricardo Alba (PSL).

Foto: Luis Debiasi/Agência AL

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2019 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados