(48) 9 9999-6561 Whatsapp

ANTT promete decisão sobre Contorno Viário até terça que vem, diz Esperidião Amin

30/11/2018 às 08h24 - Atualizado em 30/11/2018 às 08h28

Por Paulinho K

 Com demissão de funcionários e redução do ritmo das atividades, as obras do Contorno Viário da Grande Florianópolis estão na mira da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O deputado federal Esperidião Amin (PP) se reuniu na tarde de quarta-feira com a diretoria do órgão federal, em Brasília, e voltou com a promessa de uma definição na próxima semana.

— O compromisso que assumiram conosco é de que até terça que vem teremos uma decisão definitiva a respeito do assunto, não estando descartada a rescisão do contrato entre a Arteris e a empreiteira — declarou o parlamentar catarinense.

Segundo Amin, o diretor-geral da ANTT, Mário Rodrigues, também afirmou que vai estabelecer um prazo para o início das obras no trecho de Palhoça do Contorno, que ainda não começaram por conta de mudanças que tiveram que ser feitas no projeto original.

A reunião com a ANTT estava marcada já antes do problema envolvendo o Contorno Viário e tinha como tema principal a construção de uma terceira faixa na BR-101, no sentido Sul-Norte, entre Palhoça e o bairro Barreiros, em São José. O assunto foi tratado no encontro e ficou definido que a proposta, orçada em R$ 90 milhões, será analisada e aprovada num prazo de no máximo 60 dias.

Além disso, ficou acertado um encontro entre a ANTT e a bancada federal catarinense, que será no dia 10 ou no dia 17 de dezembro, para discutir todas as questões envolvendo a concessão da BR-101 no Estado, incluindo o Contorno Viário.

Lentidão nas obras

A Construtora Salini Impregilo, responsável pelas obras do Contorno Viário de Florianópolis, decidiu demitir funcionários e reduzir o ritmo das atividades. A informação foi confirmada na terça-feira pela concessionária Arteris Litoral Sul, que administra o trecho e a construção das novas faixas.

De acordo com a Arteris, a construtora alegou que não tinha condições financeiras para seguir executando o contrato. A concessionária afirma, no entanto, que os repasses de dinheiro para a Salini Impregilo estão em dia.

Por Victor Pereira/ Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense

Disponível na Appstore Disponível no Google Play

Ouça no seu smartphone

© Copyright 2005-2019 - Rádio Vale - Todos os direitos reservados